12 de dez de 2018

A livraria mágica de Paris (Nina George) – D12ML 2018


Título: A livraria mágica de Paris
Autora: Nina George
Mês: Dezembro
Tema: Um autor que você nunca tenha lido
Editora Record, 308p.

Sinopse: Uma história emocionante de amor, de perda, e do poder dos livros. O livreiro parisiense Jean Perdu sabe exatamente que livro cada cliente deve ler para amenizar os sofrimentos da alma. Em seu barco-livraria, ele vende romances como se fossem remédios. Infelizmente, o único sofrimento que não consegue curar é o seu: a desilusão amorosa que o atormenta há 21 anos, desde que a bela Manon partiu enquanto ele dormia. Tudo o que ela deixou foi uma carta — que Perdu não teve coragem de ler. Até um determinado verão — o verão que muda tudo e que leva Monsieur Perdu a abandonar a casa na estreita rue Montagnard e a embarcar numa jornada que o levará ao coração da Provence e de volta ao mundo dos vivos. Sucesso de público e crítica, repleto de momentos deliciosos e salpicado com uma boa dose de aventura, “A livraria mágica de Paris” é uma carta de amor aos livros — perfeito para quem acredita no poder que as histórias têm de influenciar nossas vidas.

Esse livro não foi nada do que eu imaginava. Não sei por quê, mas toda vez que pego um livro onde o protagonista é masculino, é o narrador da história e está sofrendo por amor, eu não consigo gostar. Não sei se é preconceito ou o quê, só sei que não me apetece. A premissa da história é bonita, o ambiente onde ela se centra é uma livraria (que foi o que me levou a lê-lo), mas não me senti cativada. Sim, eu gostei das indicações de livros que o livreiro faz, e também curti que não demorou muito para que se revelasse o motivo do abandono que ele sofreu, coisa que me deixou em dúvida até o fim da história, mas isso foi bom, caso contrário eu teria (muito provavelmente) abandonado o livro. Apesar das minhas ressalvas pessoais, eu recomendo para quem curte um drama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário