14 de nov de 2018

Editora Abril cancela publicações Disney

Este mês tive uma notícia surpreendente e triste. Depois de muitas décadas publicando as histórias em quadrinhos dos personagens da Disney no Brasil, a editora Abril confirmou o fim das publicações em maio passado. Depois de atrasos nas publicações Biblioteca Don Rosa e Coleção Carl Barks Definitiva e de queixas dos assinantes, a editora postou nas redes sociais a suspensão dessas coleções e o término dos outros gibis da Disney. 


Faz um tempo que eu estava atrás de algumas dessas novas coleções da Disney, principalmente as de capa dura (da qual já tenho alguns exemplares), então essa notícia me pegou de surpresa. As coleções Biblioteca Don Rosa e Coleção Carl Barks Definitiva foram algumas das mais bonitas que já vi sendo publicadas e agora estou correndo mais atrás do que nunca, já que são coleções publicadas incompletamente no Brasil. 
A coleção Biblioteca Don Rosa teve dez edições nos Estados Unidos e somente cinco lançados no Brasil.


Já a Coleção Carl Barks Definitiva teve dez edições no Brasil e até agora 18 nos EUA.



Coleções como Os Anos de Ouro de Mickey, que teve 14 edições, Lendas Disney e O Melhor da Disney, cada uma com um volume lançado, também estão canceladas.
Enfim, é uma notícia triste para todos que cresceram lendo os gibis da Disney, como eu. Agora é tentar completar o que puder das publicações nacionais.

12 de nov de 2018

Anne de Green Gables (Lucy Maud Montgomery) – DLL 2018


Título: Anne de Green Gables
Autora: Lucy Maud Montgomery
Mês: Novembro
Tema: Um livro de autor que nasceu em Outubro
Editora Pedrazul, 236p.

Marilla e Matthew Cuthbert são um casal de irmãos idosos que vive em Green Gables, na comunidade de Avonlea. Quando Matthew dá sinais de que sua idade está chegando, eles decidem adotar um menino que pudesse ajuda-lo nos serviços da propriedade. Um erro de comunicação faz com que eles acabem recebendo do orfanato uma garota ruiva, sardenta e tagarela. Matthew decide deixar a cargo da irmã a decisão de mandar Anne Shirley de volta para o orfanato, mas a tristeza da pequena menina de onze anos faz com que Marilla decida o inverso e eles ficam com Anne. E assim a vida da garota ruiva muda, pois ao mesmo tempo em que Anne é aceita no povoado, também conquista a admiração e carinho de todos ao seu redor.

Que livro mais lindo! Uma outra Pollyanna e seu jogo do contente! Apesar de não ser esse exatamente isso, eu que denominei o entusiasmo e mania de ver tudo pelo lado positivo de Anne. Não tem como não traçar paralelos entre as duas histórias, porque ambas as protagonistas conseguem ser cativantes. Não tem como não se animar com Anne e desfrutar do seu encantamento. Claro que esse a competição desmedida com Gilbert Blyhte também já foi um prenúncio do que (espero muito *dedos cruzados* que) possa vir a acontecer em Anne de Avonlea. Terminei a leitura apaixonada pela história, e com a certeza de que foi uma das melhores surpresas no ranking de leituras do ano. Já virou favorito na estante.

9 de nov de 2018

Espada de vidro (Victoria Aveyard) – DLL 2018


Título: Espada de vidro
Autora: Victoria Aveyard
Mês: Novembro
Tema: Um livro de capa azul
Editora Seguinte, 496p.

Mare e Cal conseguiram ser resgatados das mãos de Maven e agora são fugitivos com os rostos estampados em todos os cantos de Norta, procurados por traição e assassinato. Também foi revelado para todos que Mare é uma vermelha com poderes prateados. Junto da capitã Farley, seu irmão Shade e vários outros, Mare deixa a Guarda Vermelha e sai em busca de outros sanguenovos que estão fugindo de Maven, pois ele sabe da lista que Julian deixou para Cal. Quando Mare acha que conseguiu aplicar um golpe certeiro nas forças do novo rei, uma nova desgraça cai sobre sua cabeça e a jovem tem que lidar com isso da melhor forma que encontra, enquanto lida com as intrigas entre vermelhos e prateados.

Apesar deste livro começar exatamente de onde o outro parou, eu tive um pouco de dificuldade de pegar o embalo, o que me confundiu um pouco, pois um livro como esse, onde a ação é constante, eu geralmente não consigo largar. A única coisa que eu não curti muito, ao mesmo tempo em que agradeci da autora não perder tanto tempo nisso, foi o romance entre Cal e Mare, não tinha mais graça ver os dois juntos. As melhores partes foram as descobertas dos sanguenovos e como Maven parecia sempre estar um passo à frente deles. O final me deixou completamente louca para saber o que vai acontecer em seguida. Recomendado.

5 de nov de 2018

Os Vingadores e a filosofia (William Irwin) – DLS 2018


Título: Os Vingadores e a filosofia
Autor: William Irwin
Mês: Novembro
Tema: Um livro que está no fim da fila
Editora Madras, 224p.

Sinopse: Pode um criminoso reformado se transformar num super-herói? Qual é a ética militar da guerra Kree-Skrull? Hank Pym é moralmente responsável pelo comportamento de Ultron? É realmente possível Kang voltar no tempo e matar a si mesmo? Pode um androide amar um humano? Vingadores reunidos! Confrontando suas questões filosóficas mais essenciais sobre os mais poderosos heróis da Terra, este também poderoso livro vencerá qualquer dúvida que você tenha em relação a muitas questões e conflitos envolvendo seu grupo favorito de super-heróis e suas aventuras de combate ao crime. Relacionando a ajuda de uma lista de primeira dos mais proeminentes pensadores da História, incluindo Aristóteles, John Locke e Immanuel Kant, esta obra elucida os dilemas a que nenhum grande filósofo sozinho poderia resistir, vindos dos gibis, filmes e séries animadas para a televisão sobre os Vingadores. Armado com insights e reflexões dessas mentes formidáveis, você vai entender o Capitão América, o Homem de Ferro, Thor e outros membros do time de super-heróis estelares da Marvel como nunca foi feito antes, não importando onde a busca por justiça os levará a seguir.

É raro conseguir tornar as coisas melhores sem quebrar algumas regras ou criar algumas consequências negativas.

Um livro que faz o leitor pensar de forma diferente, mesmo que você não tenha um herói favorito. Eu gostei bastante porque mostrou aquela dualidade que vimos no mais recente filme do Capitão América, a divisão entre os heróis sobre a regulamentação de seu trabalho. O autor soube falar bem do assunto e tratar ambos os lados da questão com coesão. Além de levantar outras questões, como relações familiares e suas consequências na vida dos heróis. Apesar de abordar aspectos filosóficos, que são justamente aqueles que as pessoas não estão muito interessadas quando o assunto é super-herói, acho que esse livro é indispensável se você quiser ter uma boa discussão sobre o assunto.

19 de out de 2018

198 livros: AUSTRÁLIA – A batalha por Rondo (Emily Rodda)


De volta a Rondo, Leo e Mimi percebem que a Rainha Azul dessa vez é mais perigosa do que nunca, pois ela tem ao seu lado um dragão que destrói tudo e todos que se opõe a ela. Eles se unem a Vitório, Hal, Berta e seus amigos para planejar uma maneira de derrotar a feiticeira de uma vez por todas. Enquanto alguns se unem para tecer uma teia mágica que isolasse o castelo da rainha, Leo e Mimi juntam um grupo e partem em busca de uma caixa de prata roubada por Malevo na noite em que a Chave para Rondo foi “destruída”. Eles se metem em confusões com um ogro, são atacados (e mais ou menos salvos) por um dragão até descobrirem finalmente como podem acabar com os poderes da Rainha Azul e trazer paz para Rondo.

Eu nunca, jamais, iria imaginar o que aconteceu nesse livro. Já tinha dito que eu queria muito saber mais sobre a Rainha Azul e descobrir sua verdadeira identidade foi surpreendente. Não tenho muito o que falar além do fato de que a autora põe seu cérebro para funcionar se quiser descobrir o nome da Rainha Azul. Gostei do final, apesar de achar que deixou algum tipo de indefinição. Emily Rodda consegue fechar sua série com chave de ouro.

Editora Fundamento.
304 páginas.