24 de fev de 2017

A mariposa no espelho (A. G. Howard) – 52 WP 2017


Título: A marioisa no espelho
Autora: A. G. Howard
Mês: Fevereiro
Editora Novo Conceito, 52p.

Morfeu quer ter Alyssa de volta e não se conforma da jovem ter entregue seu coração a Jebediah. Então ele começa a revirar as lembranças do rapaz enquanto ele estava no mundo das Maravilhas, na tentativa de entender qual a fascinação que Jeb exerceu sobre Alyssa para ela tê-lo escolhido. Revirando as lembranças até o momento em que o rapaz aceita trocar sua vida pela de Al, Morfeu se surpreende ao encontrar mais semelhanças entre ele e Jeb do que imaginava, mas mesmo assim ele não desiste e resolve lutar por Alyssa.

Um ebook fininho e rápido de ler que mostra um pouco mais de Morfeu. Me surpreendi com o sentimento forte que ambos os personagens sentem, Jeb e Morfeu, por Alyssa, além de ficar muito curiosa sobre o que vai acontecer no segundo livro da série. Não me lembro de ter ficado encantada com Morfeu, mas sabendo mais da história sobre seu ponto de vista me fez gosta mais um pouco do personagem (eu gostava já, mas também o achava um belo de um sacana). Completamente indicado.

17 de fev de 2017

Amberblades e o coração de lua (Gisele Bizarra) – 52 WP 2017


Título: Amberblades e o coração de lua
Autora: Gisele Bizarra
Mês: Fevereiro
Editora Clube de Autores, 442p.

Lena Amberblade sempre achou triste a lenda do sol e da lua, dois amantes que vivem separados desde a criação para que o mundo pudesse existir. Ela vê essa mesma história se repetir com sua mãe Astalirande e o guardião dela, Jidea, que vivem um amor impossível devido a maldição lançada sobre ele. Para ajudar os dois, Lena resolve sair da cidade em direção à Biblioteca dos povos, local onde está registrado o conhecimento de todas as raças do mundo. Junto com Lena estão o elfo Joh e a guardiã de sua mãe, AnalieleYomikio. No meio do caminho eles encontram Zak, um humano atrevido e com grande poder mágico, cuja missão era avisar o povo élfico sobre um perigo que corriam. Eles denominam seu grupo de Amberblades, e além da busca pela cura da maldição de Jidea, procuram resolver seus próprios problemas pessoais, que irão influenciar o sucesso de sua jornada.

Faz muito tempo que eu tenho os ebooks da Gisele. Nunca consegui comprar os livros físicos com ela, e eu gosto de comprar livros com as autoras parceiras para que venham autografados, então quando vi os ebooks baratos na Amazon, não hesitei e comprei, mesmo tendo uma dificuldade absurda em ler ebooks (não tenho paciência e minha vista cansa rápido). Foi a série que veio logo na minha cabeça para incluir nesse desafio literário, a falta de temas facilitou bastante. A história é envolvente e prende a atenção, Curiosa para ler a continuação.

15 de fev de 2017

Mulheres (Charles Bukowski) – IDY 2017


Título: Mulheres
Autor: Charles Bukowski
Mês: Fevereiro
Tema: Hot
Editora L&PM, 320p.

Henry Chinaski é um escritor cinquentão e alcoólico, a quem as mulheres não dão descanso. Irónico, “Mulheres” narra episódios da vida deste “alter-ego” de Bukowski. Cada mulher é diferente. Umas loiras, outras morenas, outras ruivas. Umas mais sedutoras e provocantes, outras mais ingénuas e discretas. Há muitas, tantas – a reserva parece não ter fim, nenhum homem consegue esgotar o lote. Quase todas bonitas, quase todas terríveis. Henry Chinaski gosta que elas existam. “Mulheres”, publicado em 1978, descreve a vida deste “alcoólico que se tornou escritor para poder ficar na cama até ao meio-dia”: as bebedeiras, as ressacas permanentes, os vómitos, as corridas de cavalo, as leituras nas universidades, as festas, as cartas de admiradoras, as esperas no aeroporto, os encontros sexuais, os dias seguintes, as rupturas, as reconciliações. Mais cerveja, mais sexo, mais mulheres. (Fonte: Skoob)

Quando vi que esse ano teria novamente esse tema em um desafio que sigo, quase tive um ataque. Eu simplesmente não suporto essas histórias, os que li até hoje foram por mera curiosidade (Cinquenta tons de cinza) e por causa de desafios literários (A bibliotecária, ano passado). As pessoas dizem que vale a pena ler de tudo, e eu concordo, você só pode criticar algo depois que conhece, e foi isso que me fez ler Cinquenta tons. Quando vi esse tema, fui pesquisar livros e achei esse. Bem recomendado no skoob, então fui na fé kkkkk Só o que posso dizer é que é um livro bem escrito, completamente diferente do que se vê nas estantes de livrarias por aí desse gênero. O autor é muito irônico, e eu gostei disso. Com toda a certeza eu não irei ler de novo, mas eu recomendo, não só pelo tom, mas também porque quem gosta do estilo, tem que ler algo verdadeiramente do gênero.

13 de fev de 2017

A vingança dos sete (Pittacus Lore) – IDY 2017


Título: A vingança dos sete
Autor: Pittacus Lore
Mês: Fevereiro
Tema: Surpresa
Editora Intrínseca, 285p.

Depois do ataque a cobertura de Nove, John, Sam e os outros tiveram que se refugiar em outro lugar. Enquanto isso, Marina, Seis e Nove ainda estão tentando se recuperar do assassinato de Oito nas mãos de Cinco. Ella, sequestrada pelos mogs, descobre mais sobre sua verdadeira origem e porque Sétrakus Rá está tão interessado nela. Apesar desse ataque surpresa, Jon e os amigos acabam ganhando um aliado na forma de Adam, filho renegado de um líder mogadoriano que nunca quis saber dos planos megalomaníacos do grande líder. Enquanto Sarah viaja para encontrar Mark e tentar ajudar no que puder, John e seu grupo se une ao governo que quer resistir a invasão mogadoriana e impedir Sétrakus Rá de dominar a Terra, enquanto o grupo de Seis vai em busca do Santuário, lugar onde ela espera encontrar as respostas que procura sobre Lórien.

Cada livro dessa série é uma novidade, você nunca sabe o que vai encontrar realmente ao abrir na primeira página dele. Não só porque parece que todos eles terminam com um cliffhanger (que significa “à beira do precipício” quando o autor expõe o personagem a uma situação limite) termo que decidi usar porque não vejo outra palavra que possa definir os finais dos livros dessa série, mas porque a história do início ao fim prende a atenção de forma completa. Também gosto dos vários pontos de vista, porque ao invés de separar os personagens e decidir relatar só os acontecimentos de um grupo e o que acontece com os outros somente ser mencionado depois, o leitor sabe o que está acontecendo com todo mundo. A vingança dos sete me fez ter alguma esperança de que a maioria da garde irá sobreviver, e agora eu estou louca para saber o que vai acontecer no livro seguinte. Totalmente recomendado.

10 de fev de 2017

Hogwarts, Narnia and Middle-earth (Rob Smith) – 52 WP 2017


Título: Hogwarts, Narnia and Middle-earth: places upon a time
Autor: Rob Smith
Mês: Fevereiro
Editora Drinian Press, 124p.

Time Will teel, but I suspect that the chronicles of the seven years at Hogwarts will stand along with the work of C.S. Lewis and J.R.R. Tolkien whose writing changed the landscape of twentieth century fantasy fiction.

Eu não sabia o que esperar do livro. Comprei porque gosto de livros que analisam Narnia, Hogwarts e a Terra-média em conjunto, eu só vejo essas discussões em trabalhos acadêmicos, então quando vi na Amazon o ebook barato, tive que comprar. Não me arrependi.
O tema do livro é a concepção e estrutura do tempo e como Rowling, Tolkien e Lewis utilizam sua estrutura em suas obras. Ele afirma que o tempo é o tema central encontrado nas obras dos três autores. Analisando outros livros e personagens, ele discorre sobre a questão dos modos de ver o tempo, o qual determina se um personagem será bom ou mau, ou até mesmo “indeciso”. Sempre analisando as obras de Lewis, Tolkien e Rowling ao pé da Bíblia, ele discute se a maneira que esses três autores abordam a prática da magia em suas obras se encaixa na proibição bíblica. Não, o autor não é um fanático religioso que sai apontando erros e acertos dos três autores em relação aos textos sagrados, não é nem mesmo uma real comparação a que ele faz. Ao exemplificar o uso de mágica nos livros de Lewis, o autor equaliza magia e tecnologia.

As in Tolkien and Lewis, the magic in Rowling’s books represent a struggle in time.

O autor também faz uma boa análise da questão da humanidade em relação ao tempo, explicando que a ligação entre a humanidade e o ato de ser um administrador (aquele que cuida de determinado assunto, que dá uma direção a determinada coisa) mostra um padrão que se repete nas três obras: de que o mal só exerce poder no tempo. Discorrendo sobre as grandes forças além do tempo (como o amor, o arrependimento), o autor afirma que as obras de Tolkien, Lewis e Rowling representam a luta entre forças opostas pelo entendimento do tempo. O autor fala sobre morte e imortalidade e a forma como os autores abordaram essas questões em suas obras, afirmando que Rowling vai além do que Tolkien e Lewis tinham a dizer sobre o assunto. O ebook é pequeno, a leitura é rápida e vale cada minuto porque a análise feita pelo autor merece crédito, Recomendo.

8 de fev de 2017

Amanhã você vai entender (Rebecca Stead) – IDY 2017


Título: Amanhã você vai entender
Autora: Rebecca Stead
Mês: Fevereiro
Tema: Passa em NY
Editora Intrínseca, 222p.

Nova York, final da década de 70. Miranda Sinclair tem 12 anos e vive com a mãe, que abandonou a faculdade de Direito quando engravidou. As duas vivem bem, desde que receberam uma correspondência do programa A pirâmide de 20 mil dólares, as duas treinam para quando aparecerem na TV. Ao chegar da escola em um dia normal, ela descobre que a chave que deveria estar escondida na mangueira de incêndio sumiu. Outro dia, elas descobrem a porta aberta e Miranda acha um bilhete no lugar da chave. A partir desse dia, ela continua recebendo vários bilhetes que descrevem coisas que acabam acontecendo. Com sua mente de criança, mesmo sem entender, ela acaba embarcando nos bilhetes.

Peguei esse livro sem querer, sem esperar nada. Foi em uma daquelas trocas que você não tem coisa melhor para escolher, e como tinha curiosidade pelo título, acabou levando ele. De primeira eu fiquei meio confusa com a premissa da história, e confesso que demorei para entender do que se tratava o mistério sobre o qual eu li na sinopse, mas lá para o final acabei gostando e me surpreendendo. Um livro simples que te põe para pensar. Indicado.

6 de fev de 2017

As mais 4 (Patrícia Barboza) – DL L&T 2017


Título: As mais 4: toda forma de amor
Autora: Patrícia Barboza
Mês: Fevereiro
Tema: Chick-lit
Editora Verus, 163p.

É férias e Ingrid e suas amigas estão aproveitando cada momento. Eduardo, namorado de Susana, está prestes a começar o confinamento na casa do Internet Pop Music, um tipo de reality show onde jovens aprendem a trabalhar com música e o vencedor no final ganha a gravação de um cd. Os amigos dão a maior força, apesar de que tudo começa a ficar difícil quando o reality começa e todos percebem que uma candidata muito bonita pode acabar empatando o namoro de Eduardo e Susana. Enquanto a jovem esportista precisa aprender a lidar com o ciúme, Ingrid descobre que tem um irmão onde menos esperava encontrar.

O quarto e penúltimo livro da série As mais não deixa nada a desejar em relação aos outros. Esse livro é bem legal, gosto dos jeito que a Patrícia escreve porque ela consegue fazer o leitor lembrar de quando era ser adolescente. A leitura flui e quando se percebe, acabou. Os desenhos sempre são um chamariz para a história, eu só gostaria que fossem coloridos. Como esse livro também falou bastante da Susana, fico ansiosa para ver que situações sobre ela o livro 5 vai abordar.

3 de fev de 2017

Origens (James Frey) – 52 WP 2017


Título: Origens
Autor: James Frey
Mês: Fevereiro
Editora Intrínseca, 143p.

Marcus Loxias Megalos sabe escalar qualquer coisa. Seus pais deixaram o filho em um acampamento aos sete anos de idade para que aprendesse a jogar bem para que pudesse salvar o mundo depois. Seu grande rival no local é Alexander Nicolaides. Dois opostos, eles se enfrentam quando ambos tem nove anos de idade. Ganhando mesmo perdendo, Marcus acaba se tornando melhor amigo de Alexander. Cinco anos depois, ambos são os únicos verdadeiros candidatos a se tornarem o escolhido, os dois são melhores em tudo que fazem. Quando chega o dia da escolha, uma surpresa desagradável: Alexander é o novo Jogador. Tentando se divertir com o amigo e consertar o clima pesado entre eles, o rapaz convida Marcus para uma última aventura juntos, mas tudo dá errado, e isso vai pesar na consciência do rapaz até que ele descubra a verdade...
Kala Mozami é uma ótima corredora. Seu treinamento começou aos quatro anos de idade. Sem lembrar de seu passado, Kala só treina, sem nunca se preocupar em forjar laços. Até Alad aparecer em sua vida. Não existe problema no fato dos dois se tornarem amigos, o problema começa quando a amizade se transforma em algo mais. Encontros escondidos a noite, preocupações sobre o futuro, essa é a vida de Kala e Alad agora. Até Kala ser escolhida para ser a jogadora, sem querer ser escolhida, sem ter escolha. Ela e Alad planejam e fogem, rumo a família de Kala... Antes ela nunca tivesse ido até lá.
Chiyoko Takeda foi treinada pelo tio a vida inteira. Sua incapacidade de fala é encoberta pela habilidade completa que apresenta durante seu treinamento. Mas um dos anciãos não respeita tanto assim a escolha e o tio da jovem propõe um desafio. Se Chiyoko vencer, ela será a jogadora, mas se Akina, filha do rico Satoshi Nori, vencer, a jovem perde o posto. Mas Chiyoko não quer perder nem seu lugar de escolhida nem o respeito do tio. Assim, ela começa a observar a oponente e de repente, a invejá-la também. Mas depois se lembra que essa garota fútil vai morrer, então está tudo certo. Quando o desafio enfim começa, Akina continua surpreendendo e Chiyoko vai adiando o momento em que terá que matá-la. Até que esse momento chega, mas a tarefa não é mais tão fácil assim.
Alice Ulapala é a jogadora dos koori, sempre treinando para ser a melhor. Filha de ex-jogadora, uma das melhores, Alice viu a mãe morrer de câncer e depois disso passou a treinar para esquecer a mãe e a dor da perda. Depois ela só quis ser tão boa como a mãe. Henry, seu pai, a treina tão arduamente quanto pode, em memória da esposa. Ela parte em uma missão, sua primeira morte humana, e a vítima é Zeke Cable. Pelo arquivo um cara normal, um inocente, e Alice resolve pesquisar sobre ele para saber por quê ele precisa morrer. O que ela não imagina é a consequência que sua escolha terá na vida das pessoas ao seu redor.

Como o primeiro livro da série, esse ebook é paralisante. Você não consegue desgrudar os olhos da tela do PC, você fica chocado pela história, pela trama, pelos personagens. Depois de ver como acabou a história de Kala, percebi que a narração da vida do próximo jogador seguiria o mesmo padrão referente ao acontecimento chave que leva a pessoa a se tornar realmente o Jogador (a). Não foi diferente, mas foi a história mais tocante. Entrei em desespero, literalmente, quando cheguei no fim da história de Chiyoko, sem acreditar, o que na verdade não devia ser surpresa, pois James Frey é um dos autores por trás do pseudônimo Pittacus Lore, e todas as pequenas histórias sobre Lórien conseguem surpreender muito mais do que a história em si.

1 de fev de 2017

Lançamento de Mulheres perigosas, editada por George R.R. Martin


O site Game of Thrones Br anunciou o lançamento do livro Mulheres perigosas, editada por George R.R. Martin e Gardner Dozois em 2013 para fevereiro deste ano.
A antologia contêm 21 textos de autoria de Diana Galbadon, Brandon Sanderson, dentre outros, incluindo o conto “A princesa e a rainha”, de Martin.
Para quem não sabe, esse conto narra a guerra civil na casa Targaryen que é mencionada nos livros d’As Crônicas de Gelo e Fogo, "A dança dos dragões".

27 de jan de 2017

Os arquivos perdidos (Pittacus Lore) – 52 WP 2017


Título: Arquivos perdidos: de volta a Paradise
Autor: Pittacus Lore
Mês: Janeiro
Editora Intrínseca, 100p.

Depois que Quatro e Sam fugiram de Paradise, Mark e Sara tiveram que lidar com toda a confusão que ficou para trás. Depois da batalha na escola, Mark não é mais o mesmo. Consciente do perigo que o planeta corre e de que Sara pode se meter mais ainda em uma história que ele não está entendendo, ele começa a procurar informações sobre os lorienos e os mogadorianos. Sarah é vista como a garota que se envolveu com o terrorista, como Quatro agora é conhecido, e Mark passa maus bocados na nova escola graças as derrotas que inflingiu ao time em jogos passados. Eles só têm um ao outro, são os únicos que sabem realmente o que aconteceu, e a companhia serve para que não surtem devido a destruição e toda a mudança em suas vidas. Quando Mark percebe que o FBI pode estar do lado dos mogs e Sarah desaparece, o jovem percebe que tem que começar a agir contra essa ameaça alienígena.

Eu sempre adoro esses ebooks, eles dão insights sobre acontecimentos que são mencionados rapidamente nos livros da série, e às vezes eles acabam fazendo toda a diferença. Eu fui procurar a ordem de leitura de todos os livros e ebooks dessa série, mas não achei nenhum completo, então só consigo identificar essa história depois do livro Eu sou o número Quatro. Foi interessante ter outro ponto de vista fora do grupo dos lorienos, agora quero ver em que parte da história dos livros Mark vai voltar a aparecer. Indicado.