5 de dez de 2018

Margaret Hale (Elizabeth Gaskell) – DLS 2018


Título: Margaret Hale
Autora: Elizabeth Gaskell
Mês: Dezembro
Tema: Um livro romântico
Editora Pedrazul, 428p.

Sinopse: Margaret Hale nasceu em Helstone, um diminuto paraíso terrestre localizado no Sul da Inglaterra. Ainda muito pequena fora enviada pelos pais para viver com uma tia, em Londres. Mas, enquanto aprendia a ser uma dama refinada, ela se via distraída sonhando com os campos floridos de Helstone, com o ar puro e o céu azul, coisas quase impossíveis de visualizar na capital inglesa. Quando finalmente sua prima se casa, e Margaret é liberada para voltar à casa dos pais, em pouco tempo é forçada a deixar o campo, lugar que tanto amava e pelo qual tanto sonhara, e se mudar para a sombria e poluída cidade industrial de Milton, no Norte. Acostumada à doçura e idílio do sul, Margaret testemunha o mundo duro e brutal, forjado pela revolução industrial. Chocada com tantas diferenças, aos poucos a jovem começa a descobrir Milton, seus habitantes, o funcionamento das fábricas e as relações entre patrões e operários. Solidária com os pobres, cuja coragem e tenacidade ela admira e entre os quais faz alguns amigos, nossa heroína se choca com o belo John Thornton, um industrial do ramo de algodão, cuja rigidez e atitude insolente para com os trabalhadores ela tanto despreza. O confronto entre Margaret e Mr. Thornton é considerado uma reminiscência das desavenças entre Elizabeth Bennet e Mr. Darcy, personagens de Orgulho e Preconceito, de Jane Austen.

Margaret Hale é o nome original dado ao livro que a maioria conhece como Norte e sul, de Elizabeth Gaskell. A mudança de nome foi sugerida por Charles Dickens, que era o mentor da escritora. Esta edição da Pedrazul traz o primeiro nome de volta como forma de homenagem a autora. Mesmo eu já tendo lido esse livro, fiz questão de adquirir esta publicação maravilhosa da editora Pedrazul não só por ter o título original, francamente, poderia ter como título Norte e sul que eu compraria do mesmo jeito, só por causa do primor que é o livro. Aliás, como toda publicação da Pedrazul. Valeu a pena reler a história de Margaret e Thornton e ver a maneira e como os dois se apaixonam um pelo outro de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário