9 de out de 2015

Beleza negra, de Anna Sewell – DL do Tigre 2015


Tema: Proibido
Mês: Outubro
Leitura do mês: Beleza negra
Autora: Anna Sewell
Editora Abril, 207p.

Na Inglaterra vitoriana, nasce um belo cavalo chamado pelo seu dono (amo) de Beleza Negra. Muito bem cuidado e treinado, o cavalo acaba passando por vários donos e várias situações (boas e más). Após sair da quinta onde havia nascido e deixar sua mãe para trás, Beleza Negra passa a morar em Birtwick Park, local que marca sua vida, onde faz grandes amizades com os cavalos Ginger e Merrylegs. Inclusiva sua convivência com Ginger muda o temperamento da bela égua. De Birtwick Park, ele e Ginger passam a morar em Earlshall, e sua nova dona é uma dama muito exigente com os animais que possui. O tratamento não é ruim, o problema são as amarras apertadas que fazem Ginger lembrar de quando foi maltratada e com isso seu temperamento piora. A vida de Beleza Negra é boa, apesar de certos incômodos, mas uma irresponsabilidade de seu tratador o leva a sofrer um grave acidente e carregar uma cicatriz para o resto da vida. Só que um cavalo aleijado não serve de nada para os donos de Earlshall e assim Beleza Negra passa por mais uma mudança, desta vez drástica, pois se torna um cavalo de aluguel e sofre todos os maus tratos possíveis. Sua vida muda novamente quando é vendido para um dono de fiacres (o meio de transporte da época), por cuja família é bem tratado. No entanto, por problemas financeiros, Beleza Negra acaba sendo vendido de novo e vai parar nas mãos de um dono severo e que o maltrava. Vendido pela última vez, desta vez para Thoro Ughood, Beleza Negra goza de seus últimos dias bem tratado e em liberdade.

A primeira vez eu vi esse livro foi quando eu xeretava uma das coleções da casa do meu avô. Sempre havia sido fascinada por uma certa coleção colorida que ele tinha, com vários clássicos e Beleza Negra me chamou atenção porque eu sempre fui apaixonada por animais. Apesar de ter adquirido a certeza, após ler este livro, de que todos os livros que contam histórias de animais não terão o que eu sempre acreditei ser um final feliz (não me entendam mal, a história de Beleza Negra é linda e sim, o final é bonito, mas para mim final feliz seria ele ter passado sua vida no lugar onde nasceu sem sofrer maus tratos), foi esta história que me levou a me interessar tanto por clássicos quanto por histórias sobre animais. O fato do livro ser narrado em primeira pessoa é o que fascina, porque ao invés de termos uma visão distorcida sobre o tratamento aos animais (aos cavalos), o que seria o caso se fosse narrado por uma pessoa. Beleza Negra narra sua própria história e através de sua visão, percebemos a denúncia que a autora faz contra as crueldades sofridas por cavalos na época. Além disso, a narrativa de Beleza Negra aborda os tipos de doma, tipos de cavalos e suas funções, tratamentos e cuidados que devem receber. Um livro encantador e maravilhoso, um verdadeiro clássico que, apesar de ter obtido maior popularidade entre as crianças quando lançado, é indicado para todas as idades, por abordar assuntos cotidianos e sérios e que são mais atuais que nunca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário