23 de abr de 2012

Em chamas (Suzanne Collins)


Título: Em chamas
Autora: Suzanne Collins
Editora Rocco Jovens Leitores, 413 p.

“Se você morrer, e eu continuar vivo, acaba a vida para mim no Distrito 12. Você é toda a minha vida.”

Peeta Melark e Katniss Everdeen venceram os útlimos Jogos Vorazes, feito nunca antes ocorrido. No entanto, a “garota quente” não tem consciência dos pequenos distúrbios nos distritos que ocorrem desde sua vitória. Ela não percebe que sua última atitude nos Jogos se tornou uma pequena chama para aqueles que querem se livrar da opressão da Capital. Agora, ela e sua família, assim como Peeta, moram na Aldeia dos Vitoriosos. É em sua nova casa, em um encontro surpresa com o presidente Snow, que Katniss descobre a fagulha que ela acidentalmente acendeu nos distritos no final dos últimos Jogos. Agora, ela deve manter a farsa e, pior, convencer o próprio presidente, de que ela realmente ama Peeta e tudo que fez (incluindo seu truque final) foi em função deste sentimento. O problema é que Peeta realmente a ama e se sente magoado com ela, por ter usado (na visão dele) seu sentimento, que é real. Eles precisam parecer um casal de apaixonados na Turnê da Vitória, mas acabam novamente trocando os pés pelas mãos, cansados de serem usados como peças de um jogo político. Então, no ano do 3º Massacre Quaternário, celebração especial dos Jogos Vorazes realizada a cada 25 anos, os tributos deverão ser escolhidos dentre o rol de vitoriosos. Peeta e Katniss estão de volta a arena, novamente com Haymitch como mentor, mas dessa vez tudo é diferente: os adversários dessa vez são mais experientes e os desafios são maiores. Mas isso não impede Peeta e Katniss de lutarem com afinco para salvarem-se mutuamente, enquanto ela novamente se sente muito mais do que atraída pelos beijos de Peeta. Os vitoriosos morrem e alianças são feitas, mas tudo parece vir abaixo quando Katniss novamente acende uma faísca poderosa que, dessa vez, não pode ser controlada. 

O segundo livro da trilogia Jogos Vorazes é ótimo. Continua exatamente de onde o primeiro livro parou. O que mais gostei foi a presença mais forte do vilão da história, o presidente Snow, já que pensei que ele seria mais uma presença mencionada do que outra coisa. Gostei dos momentos Katniss-Peeta e achei que Gale estava se intrometendo muito. Cheguei até a pensar que a autora agora iria transformá-lo em algo mais na vida de Katniss além do melhor amigo que ele sempre foi, mas me enganei (ainda bem). A descrição da situação política também é mais forte, já que os problemas estão começando. Também gostei da menção maior ao Distrito 13, aquele que foi “destruído” pela Capital quando tentou uma revolta. Mas sem sombra de dúvida o que eu mais amei foi ver que Katniss estava começando a se apaixonar de verdade. Enfim. Uma excelente continuação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário