10 de nov de 2017

A fúria e a aurora (Renée Ahdieh) – 52 Weeks Project 2017


Título: A fúria e aurora
Autora: Renée Ahdieh
Mês: Novembro
Editora Globo Alt, 336p.

Sherazade é a nova esposa de Khalid Ibn Al-Rashid, rei de Khorasan. Esse rei, de apenas 18 anos, é conhecido por casar com uma jovem e na manhã seguinte mandar matá-la. Após várias moças assassinadas, entre as quais se encontrava a melhor amiga de Sherazade, Shiva, a jovem se candidata ao posto de noiva planejando destruir o monstro que acabou com tantas famílias. Na primeira noite do casal, Sherazade envolve o califa com as histórias que conta, e a na noite seguinte, sempre esperando manter o califa curioso o suficiente para que ele a poupe. Khalid desde o início se mostra bastante curioso sobre essa jovem que simplesmente se candidatou a ser sua noiva sabendo o que a esperava. Á medida que eles vão convivendo, Sherazade vai descobrindo o horror da vida desse menino-rei, enquanto ambos se apaixonam um pelo outro. O problema é o seu plano de vingança, cujos outros agentes como seu amigo e antigo namorado e o pai de Shiva, estão mais do que dispostas a acabar com Khalid de uma vez por todas.

De novo, me surpreendendo da melhor maneira possível com um livro novo. Não sei se é porque eu ando mais seletiva com as minhas leituras, mesmo dentro dos meus gêneros favoritos. Ou se é pura chatice mesmo. Mas agora quando eu vejo uma série nova, a sinopse pode até me interessar, eu posso até comprar, mas ele fica na estante por um bom tempo até eu me entusiasmar. Com este livro, não foi diferente. O fato de ser uma nova versão da história de Sherazade, que eu sempre amei de paixão, foi um forte apelo para tê-lo. Agora que li, só fico me perguntando porque demorei tanto. Que história maravilhosa. Sherazade é uma daquelas protagonistas que você quer ver aprontar e quer que ela consiga seus objetivos, e à medida que os sentimentos dela mudam, você também começa a se angustiar. Amei Khalid também e a forma como os amigos dele agem para protegê-lo. O final me deixou embasbacada, sem saber o que pensar e com vontade de correr para ler o segundo livro. Mil estrelas para essa nova versão das mil e uma noites.

Nenhum comentário:

Postar um comentário