7 de dez de 2016

Spirit animals 1 (Brandon Mull) – DL 2016


Título: Spirit animals 1: nascidos na selva
Autor: Brandon Mull
Mês: Dezembro
Tema: Com animal na capa
Editora Fundamento, 181p.

No reino de Erdas, todas as crianças, ao completarem 11 anos, participam de uma cerimônia onde elas tentam invocar um espírito animal. Não é uma certeza, mas toda criança precisa passar por esse ritual. É assim que Conor acaba chamando o lobo Briggan, Abeke chama Uraza, o leopardo, Meilin chama o panda Jhi, e Rollan chama Essix, o falcão. Acontece que esses não são espíritos animais quaiquer, são espíritos dos animais conhecidos como Derrotados, que se sacrificaram para salvar a humanidade me guerras de séculos passados. Agora, esses quatro jovens devem se unir e treinar para os Casacos Verdes, a misteriosa organização que protege Erdas. O mundo já não é mais seguro, existem suspeitas que o Devorador está de volta, assim, Conor, abeke, meilin e Rollan devem aprender a coexistir e a trabalhar com seus animais para conseguir os objetos mágicos que irão ajudá-los na luta contra o Devorador.

Me encantei com essa série de livros desde a primeira vez que vi a capa. Achei uma graça e resolvi comprar. Como as séries The 39 clues e Infinity Ring, cujos livros são escritos cada um por autores diferentes, o primeiro livro da série Spirit animals é escrito por Brandon Mull, enquanto o segundo é de autoria de Maggie Stiefvater e o terceiro, de Garth Nix e Sean Williamns. Essa temática de espírito animal me lembrou demais a trilogia Fronteiras do Universo, de Philip Pullman, onde ele usa também os animais como os demons (que eu chamo de almas) dos humanos. Foi mais um chamariz para a história, mas mesmo assim fiquei na dúvida se iria gostar. Li em um dia e me apaixonei. Além de adorar o tema, o jeito como o autor constrói o enredo prende a atenção do início ao fim do livro e faz você querer ler logo os livros seguintes (eu vou tentar jogar o jogo online (não sei quando, mas vou). Livro totalmente recomendado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário