20 de jul de 2015

Armadilhas (Roderick Gordon e Brian Williams) – RC 2015


Título: Armadilhas
Autores: Roderick Gordon e Brian Williams
Mês: Julho
Tema: Com única palavra no título
Editora Rocco Jovens Leitores, 527p.

Várias coisas acontecem ao mesmo tempo. Will, seu pai, Bartleby e Elliot continuam vivendo no mundo escondido no centro da Terra que encontraram, Chester e Martha conseguem chegar até a crosta, mas a louca mulher se afeiçoou tanto ao menino que o transforma em refém, Drake se une a um Limitador traidor e a sra. Burrows passa a viver na colônia, se fingindo de demente e sendo (mal) cuidada pelas irmã e mãe do soldado que se afeiçoou a ela. Will e seu grupo decidem explorar a cidade que encontraram no centro da terra, chamada de Nova Germânia, enquanto as gêmeas Styx estão a sua caça em busca do vírus Dominion e de seu antídoto. Após algumas fugas, trapaças, negociações e ameaças, Will e seu grupo conseguem voltar para a crosta, encontram Chester e sua mãe e descobrem mais sobre o passado de Drake.Quando tudo parece bem, eis que os Styx aparecem para acabar com a calmaria.

Depois daquele final de Vertigens, eu me perguntava do que trataria a continuação dessa série, já que acreditei piamente que certas personagens não voltariam a aparecer. Não sei se digo “ainda bem que me enganei”, porque não tenho muita certeza sobre meus sentimentos pelas criaturas em questão. A verdade é que a história toda se desenvolve por causa delas, já que um enredo centrando-se somente na fixação pela busca de novos conhecimentos (e o sonhado reconhecimento decorrente) do dr. Burrows seria completamente chato (mesmo quando ele e o filho estão em perigo mortal, ele acha que é tudo mentira e só quer saber das suas pesquisas, que dizer, sacal). Como vem acontecendo no decorrer dos livros, esta história é uma reviravolta sem fim. Uma hora os styx estão com a bola toda, outra hora, Elliot e Will. O fato de apresentar os pontos de vistas dos vários personagens (Drake, sra.Burrows, que teve maior destaque, Chester) é um ponto positivo a mais. Como sempre, após a calmaria dos acontecimentos centrais da história, os autores trazem um anúncio de tempestade, que obviamente só irá cair no próximo livro. Juro que estou cada vez mais ansiosa para saber qual será a conclusão desta história toda. Totalmente recomendado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário