10 de abr de 2015

O ladrão de raios, de Rick Riordan – DL do Tigre 2015


Tema: Livro emprestado
Mês: Abril
Leitura do mês: O ladrão de raios
Autor: Rick Riordan
Editora Intrínseca, 387p.

Percy Jackson é um garoto muito diferente dos outros da sua idade: disléxico, tem déficit de atenção e vive sendo expulso das escolas nas quais estuda. Quando uma Benevolente disfarçada de professora o ataca durante uma excursão estudantil, Sr. Brunner o salva, depois age como se nada tivesse acontecido. Percy estranha a situação, ainda mais quando pega seu melhor amigo Grover e o professor falando sobre o solstício de verão, Percy e o perigo de vida que ele corre. Até mesmo sua mãe fala de coisas que ele não consegue entender, até que são atacados pelo Minotauro a caminho do Acampamento meio-sangue, um local seguro para os semideuses, filhos de homens e deuses gregos. Percy descobre que é filho de Poseidon, o deus do mar e que sua existência não é uma coisa boa, devido ao pacto que os três grandes deuses do Olimpo (Zeus, Poseidon e Hades) fizeram de não ter filhos com mulheres mortais depois da Segunda Guerra Mundial. No acampamento, ele conhece a verdadeira identidade do seu professor Brunner e de Grover, além de fazer amigos em Annabeth (filha de Atena) e Luke (filho de Hermes). Um sonho mostra que a Percy que Zeus e Poseidon estão lutando por uma coisa valiosa que foi roubada: o raio mestre do rei do Olimpo. Então, junto a Annabeth e Grover, Percy partem em uma viagem louca para descobrir o verdadeiro ladrão e recuperar o raio de Zeus.

Eu não tinha vontade nenhuma de ler esse livro. VI o filme na época do lançamento só por curiosidade, e percebi que muita gente não tinha gostado porque mudava muita coisa referente ao livro. Agora que li, eu vi que mudou praticamente TUDO em relação ao livro. Enquanto eu lia, ficava procurando semelhanças entre o livro e a adaptação, que eu achei, mas muito poucas. A história de Percy Jackson não tem muita coisa de especial, exceto o fato de que Riordan fala e explica muitos mitos gregos. Na verdade, eu gostei um pouco, e quero ver o que vai acontecer nos próximos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário