1 de dez de 2014

Quando uma garota entra em um bar, de Helena S. Paige – DL do Tigre 2014



Tema: Guilty pleasure
Mês: Dezembro
Leitura do mês: Quando uma garota entra em um bar
Autora: Helena S. Paige
Editora Novo Conceito, 240p.

AVISO: LIVRO NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS.

Sua amiga te convida para sair a noite. Você, na hora de se arrumar, fica em dúvida sobre qual roupa íntima escolher. Decidida e pronta, você chega no bar só para descobrir que essa amiga vai te dar um furo. Agora você está em um bar muito bom, sem saber pra onde vai e o que fazer. Até que começam a surgir as possibilidades no seu caminho. Você pode continuar sentada no bar, paquerando o barman. Você pode ir a uma exposição que fica perto, já que recebeu um convite. Você pode querer chegar perto do baterista daquela banda famosa que está na área vip e pediu para você se encontrar com ele. Ou pode simplesmente ir embora. Mas até nesta hora surgem opções: você pode aceitar o convite de um cara super charmoso que te chamou a atenção, ou pode aceitar a carona do segurança da tal banda famosa. Para cada opção, várias outras se abrem como um leque na sua frente. Não dá para saber o que vai acontecer caso você escolha esse ou aquele rumo, mas você gosta de cada aventura libertina que vive, seja na opção que for (até mesmo se você escolher voltar para casa...)

Desde o lançamento desse livro, que veio na onda dos livros Hot, eu fiquei curiosa, mesmo não sendo fã do gênero, porque lendo a sinopse você percebe de cara que é um livro diferente, onde o leitor decide o final que a história terá (parecido com RPG). Com esse tema do desafio, sabia que o livro escolhido tinha que ser algo assim, tinha que ser uma leitura que leio só por curiosidade, não é nem mesmo um guilty pleasure de verdade... Não é a primeira vez que leio uma história assim, então, como não gosto de escolher, e voltar, e ficar nesse vai-e-vem, eu li o livro direto, sem escolher nada, só acompanhando os acontecimentos. A surpresa está no fato de que eu gostei :P Diferente dos outros livros desse gênero que li (sim, eu li, talvez leia outros, só pra saber e participar de discussões literárias), e além do fato de que o leitor escolhe o rumo da história, a protagonista é muito louca. Morri de rir no início, quando ela fala de suas roupas íntimas. O livro todo é pura surpresa. Gostei bastante e recomendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário