29 de set de 2017

Existência (James Frey) – 52 Weeks Project 2017


Título: Existência
Autor: James Frey
Mês: Setembro
Editora Intrínseca, 163p.

Jago se apaixona e desapaixona na velocidade da luz. Ele é assim, e todas as garotas que já foram largadas por ele dizem que vale a pena ser amada e abandonada pelo herdeiro da organização criminosa peruana mais poderosa. Ele é o Jogador, é temido e usa disso para salvar uma garota, com quem acaba se envolvendo mais do que deveria. Jago fica surpreso ao constatar que ama Alicia, e que ela sente o mesmo. Mas a vida dos dois é completamente diferentes, e por mais que a jovem tente mudá-lo, eventualmente Alicia percebe que eles são o que são. Até a mãe de Jago mostrar o amplo alcance do seu poder e que nem tudo é o que parece ser.
An Liu foi treinado pelo pai desde pequeno para aguentar a dor, porque é assim que se treina um jogador. Antes, ele achava que obedecendo o pai em tudo, a mãe voltaria para casa. Agora, com dez anos, ele tenta enfrentar o pai e acaba recebendo uma lição muito dura. Enquanto se recupera, passa a maior parte do tempo no computador, hackeando redes sociais e bases de dados do governo enquanto procura a mãe, sem sucesso. Um dia, recebe uma mensagem de alguém convidando-o para jogar, um hacker como ele. Os dois acabam se tornando amigos, mas como An aprendeu na vida, tudo que é bom não dura para sempre.
Hilal passou muito tempo entre pessoas normais, ajudando-as, dando conforto, amizade e alegria. Quando uma infecção toma conta do lugar, ele volta para casa, mas casa agora é uma palavra que ele não consegue mais associar ao lugar onde nasceu, pois as lembranças dos que ele deixou para trás o perseguem. Para distraí-lo, ele é enviado ao Museu Egípcio em busca de um manuscrito raro de seu povo. Na volta para casa, ele se depara com uma manifestação e sem querer, acaba envolvido com um grupo de jovens que lutam contra o governo. Ao tentar resgatar a líder do grupo, ele aprende algumas verdades sobre a vida, riscos e o que significa lutar pela humanidade.
Sarah é escolhida jogadora depois de um dos testes pelo qual seu irmão, o jogador inicial, deve passar dá errado. De início, ela reluta em aceitar, depois seu treinamento começa. Sarah se sente mal em ter que mentir para a melhor amiga e para o namorado, mesmo assim ela continua mentindo e treinando. Depois de passar por um teste difícil, Sarah toma consciência da importância de seu treinamento e do que realmente significa o Endgame.

Mais uma vez, nada a dizer além do fato que que eu não consegui largar até terminar o ebook todo. Com cada uma das histórias individuais, o autor consegue prender a atenção e mostrar como era a vida de cada um dos jogadores, o que acaba remetendo ao primeiro livro e o que se viu sobre cada um deles. Vale muito a pena e não vejo a hora de ler o segundo livro, agora que já sei uma história mais completa sobre o vencedor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário