23 de set de 2016

A ameaça invisível (Bárbara Morais) – IDY 2016


Título: A ameaça invisível
Autora: Bárbara Morais
Mês: Setembro
Tema: Distopia
Editora Gutenberg, 318p.

Passaram-se três meses da missão na ilha dos dissidentes, mas Sybil ainda carrega traumas pelo que fez e por quem perdeu. Um encontro com Áquila faz com que ela se torne mais temerosa pela segurança de sua família e seus amigos. O recado do jovem diz respeito ao acordo de Sybil com seu pai, o senador Fenrir. Além dos pesadelos, ela também saiu da missão com arquivos relacionados ao navio em que ela estava e que naufragou, mas como o furto custaria sua vida se descoberto, ela só confia nos amigos mais próximos para ajudá-la a entender os documentos. Enquanto isso, Sybil é convidada para a festa de lançamento da campanha do almirante Klaus, onde ela descobre mais sobre como senador gostaria de usá-la. A jovem também conhece pessoas bem interessantes que também estão envolvidas na eleição de um novo cônsul, alguém que possa dar uma vida melhor aos anômalos como ela. O que Sybil não imagina é que essa ajuda ao senador para acabar com o poder do cônsul vai trazer para sua vida e de todos com quem ela se importa.

Como faz um tempo que eu li o primeiro livro, fiquei meio perdida ao iniciar esse aqui. Só consegui pegar o embalo mesmo a partir do capítulo 3 e a partir daí não larguei o livro, terminei em um dia. Foi até um pouco difícil começar uma resenha que prestasse por causa da quantidade de informações que esse livro traz. Desde o primeiro livro eu imaginei que Fenrir pudesse ser o pai de Sybil, e o fato de que ele estaria usando a filha para alcançar seus objetivos estava se enraizando na minha cabeça, mas Bárbara soube surpreender quando mostrou realmente era o pai da jovem, e como não podia deixar de ser, essa descoberta tinha que vir seguida de uma tragédia. Ansiosa para ler o último livro, mas claro que não estou esperando nenhum final feliz. Afinal, distopia é distopia. Recomendado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário