19 de ago de 2016

O guardião de livros (Christina Morton) – RC 2016



Título: O guardião de livros
Autora: Christina Morton
Mês: Agosto
Tema: Livro sobre livros
Editora Casa da Palavra, 310p.

A família real portuguesa já havia fugido de Portugal para o Brasil, mas a biblioteca ficou para trás, esquecida no cais. Em 1811, um bibliotecário chamado Luís Joaquim dos Santos Marrocos, faz a mesma viagem, levando caixas e mais caixas de livros e manuscritos que dariam origem ao acervo que hoje, compõe a Biblioteca Nacional no Rio de Janeiro. A viagem, que não foi comemorada por Joaquim, foi difícil e ao chegar no Brasil, ele se depara com uma terra onde nada é capaz de conquistá-lo. Nem a comida, nem os cheiros. Somente uma jovem de boa família parece fazer com que ele esqueça o calor e comece a aproveitar as belezas das terras tupiniquins.

Eu tenho esse livro há um tempão. A capa me deixou curiosa de primeira, mas demorei para ler porque é um daqueles livros cuja temática é típica dos desafios que eu gosto de participar. Valeu a pena esperar, apesar de ter começado a ler meio na defensiva. Arrastei a leitura até o ponto em que Luís Joaquim chega no Brasil. Depois ficou divertido de ler, até porque eu já havia lido A longa viagem da biblioteca dos reis, da Lilia Moriz Schwarcz, que fala da vinda dos manuscritos e livros da biblioteca real portuguesa para o Brasil e o nascimento da Biblioteca Nacional. Gostei dos vários pontos de vista sob o qual o leitor acompanha a história, das diferentes percepções sobre os acontecimentos do livro. A sinopse não diz muita coisa, o que faz pensar que é um livro de ficção, mas quando se abre o livro para mais informações e se descobre que Joaquim existiu, pensa-se que é uma biografia, mas não é, e sim um simples romance baseado em sua vida. Recomendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário