16 de jan de 2015

Norte e Sul (Elizabeth Gaskell) – RC 2015


Título: Norte e Sul
Autora: Elizabeth Gaskell
Mês: Janeiro
Tema: Com mais de 500 páginas
Editora Landmark, 541p.

Inglaterra, século XIX, Revolução Industrial. Esse é o pano de fundo do encontro entre Miss Margaret Hale e Mr. Thornton. Ela acabou de se mudar de Helstone, um vilarejo rural no sul da Inglaterra, devido a decisão de seu pai. Eles chegam em Milton, uma cidade industrial no norte, completamente diferente do pacato sul. O choque entre as regiões é gritante, e se revela ainda mais presente nas personalidades de Thornton e Margaret. Ele, dono do moinho de algodão, se torna pupilo de Mr. Hale, que deixou de ser pároco e vive de dar aulas e palestras. Uma amizade logo surge entre os dois homens, enquanto Margaret se torna amiga de um empregado, Nicholas Higgins e sua filha Bessy. As questões das desigualdades sociais e das divergências entre patrões e empregados são abordadas junto ao romance, até mesmo emoldurando os sentimentos que Margaret e Thornton sentem um pelo outro. Pois quando Miss Hale é atacada pelos grevistas que exigiam que Thornton aceitasse suas demandas, ele percebe para si mesmo que ama a moça. Uma proposta de casamento recusada não consegue diminuir os fortes sentimentos dele, nem mesmo quando crê Margaret uma mentirosa. Enquanto os sentimentos de Thornton não mudam, os dela aos poucos vão se tornando mais favoráveis e recíprocos aos dele...

A minha história com Norte e Sul é longa... Desde 2010, quando descobri a adaptação da BBC. Assisti, me apaixonei por Mr. Thornton (que já faz parte da minha lista de heróis românticos, empatando com Darcy e Rochester), mas ainda assim demorei para ler o livro. Toda vez ia comprar, mas o dinheiro não dava. Quando eu tinha o dinheiro, sempre apareciam outros na lista de desejados. Até eu conseguir comprá-lo há dois anos. O que dizer desse livro? Amei, amei, amei muito, demais. Não sei por quê relutei tanto em lê-lo. Gaskell está se tornando uma das minhas romancistas favoritas, junto a Jane Austen e de Charlotte Bronte. A edição da Landmark é a única publicação no Brasil do livro, e é bilíngüe (adoro livros bilíngües). Estou encantada com o enredo e com o romance, obviamente. Mr. Thornton tem uma presença magnetizante e envolvente, e Margaret Hale é forte e decidida, o tipo de personagem feminina que deve servir de exemplo. Estou encantada até agora, a leitura é completamente prazerosa. Recomendo ler o livro e depois ver a série, você vai se apaixonar por Mr. Thornton.

Nenhum comentário:

Postar um comentário