18 de jul de 2013

Cabeça de vento (Meg Cabot) – Fuxicando sobre Chick-lits


Tema: Personagem na sinopse e com o nome começando com a inicial do leitor
Mês: Julho
Livro: Cabeça de vento
Autora: Meg Cabot
Ed. Galera Record, 320p.

Emerson Watts não é uma das adolescentes populares de sua escola. Pelo contrário, ela é uma daquelas nerds que vivem sendo atacadas pelas populares. Em não se importa com maquiagem ou roupas da moda e esse tipo de coisa. Não é só o fato de se vestir como menino, mas seu nome também ser de homem graças a seu (louco) pai. Seu melhor amigo, Christopher, não faz idéia da paixãozinha que Em nutre por ele. Ambos levam, Frida, irmã de Em e seu oposto total (Frida adora se vestir bem), a inauguração da loja de departamentos Stark, a qual tem como garota propaganda Nikki Howard, a modelo adolescente mais famosa dos EUA na atualidade. Um acidente no dia da inauguração, e dias depois Em acorda no hospital se sentindo meio estranha. Tudo se explica quando ela se olha no espelho e vê que se transformou em Nikki. Seu rosto é o da modelo, seu corpo é o da modelo. O que acontece em seguir? Confusões mil, já que todos confundem a garota com a super modelo, Mas além de tudo isso, muitas revelações sobre a vida de ambas as meninas são feitas.

Esse livro é, no mínimo, diferente do que eu esperava. Pela sinopse e pela capa, não entendi de cara do que se tratava a história. Só depois do acidente comecei entender; Sou muito fã de Meg Cabot, mas devo dizer que esse livro foi meio que decepcionante. Talvez por causa do fato de não ter conseguido relacionar capa e título logo de primeira, não dava nada para a história. E mesmo que essa relação tenha sido logo mostrada sem demora, até porque o livro é curto, não gostei. Esperava algo mais, não sei. Meg não enrola no enredo, acho que meu problema foi com o tema. Enfim. Indico, porque é Meg Cabot e por causa da crítica ao padrão de beleza atual, mas provavelmente não terminarei de ler a série. Ou se resolver pegar Sendo Nikki para ler, talvez demore bastante tempo pra fazer isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário