3 de jun de 2017

Mulher-Maravilha (2017)

A história: Antes de tornar-se Mulher-Maravilha, ela era Diana, princesa das Amazonas, treinada para ser uma guerreira invencível. Criada numa isolada ilha paradisíaca, Diana descobre que um grande conflito assola o mundo quando um piloto americano cai com seu avião nas areias da costa. Convencida de que é capaz de vencer a ameaça de destruição, Diana deixa a ilha. Lutando lado a lado com homens numa guerra que pretende acabar de vez com todas as guerras, ela vai descobrir todos os seus poderes… e seu verdadeiro destino.

O pôster está gigante porque Diana merece :)

Bom, eu nunca fui fã de quadrinhos de super-heróis, não sei nada nem sobre DC nem sobre Marvel, só comecei a acompanhar de verdade esse tipo de filme depois do segundo filme do Capitão América (aí fui ver os do Homem de Ferro, dos Vingadores, etc), então não sou capaz de falar sobre o por quê das críticas aos filmes da DC (também não vi Esquadrão Suicida, e achei Batman vs. Superman um filme estranho, por falta de palavra melhor).
Só posso dizer, como fã de (alguns) filmes de super-heróis, que Mulher-Maravilha se equipara a Doutor Estranho: souberam como juntar elenco, trilha sonora, roteiro, cenários, figurinos e efeitos especiais em um único filme de forma que ficasse excelente!


O romance ficou de muito bom tom, as cenas de alívio cômico não ficaram forçadas ou fora de lugar e as lutas são muito bem coreografadas (as MELHORES CENAS são das lutas de Diana):


As amazonas  ❤❤❤ Robin Wright e Connie Nielsen estão maravilhosas!


Outra coisa que achei o máximo: Diana trabalha no Louvre (SO-NHO!). Em suma, amei. Não sou especialista nem fã ardorosa, mas o filme já está na minha lista de favoritos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário