6 de fev de 2012

Kate: nasce uma princesa (Claudia Joseph)


Título: Kate: nasce uma princesa
Autora: Claudia Joseph
Editora Best Seller, 294 p.

Dorothy Harrison e Ronald Goldsmith são os parentes maternos. Noel Middletone Olive Lupton são os parentes paternos. Da primeira união nasceu Carole Goldsmith; da segunda, Michael Middleton. E do casal nasceu três filhos. A primogênita chama-se Catherine Elizabeth Middleton, mais conhecida como Kate Middleton e que hoje ostenta o título de Princesa Ctaherine, Ducquesa de Cambridge, esposa do Príncipe William, segundo na linha de sucessão ao trono de uma das maiores monarquias do mundo. Neste livro, a autora traça um paralelo, falando de cada uma das famílias (Harrison, Goldsmith, Middleton e Lupton) enquanto descreve os acontecimentos da família real, desde a época da rainha Vitória. Após os primeiros capítulos apresentarem a vida na Inglaterra Vitoriana para as famílias, quase na metade do livro começa-se a descrever a vida da duquesa, desde sua infância, passando pela criação da Party Pieces, destacando sua juventude e finalmente o momento em que ela conheceu William. A autora descreve muito bem (para uma biografia não-autorizada) como o romance deles se desenvolveu, passando pelos primeiros tempos e culminando no acontecimento do dia 16 de novembro de 2010.

Desde 2009 eu comecei a me interessar por documentários e artigos (alguns não tão confiáveis) sobre a realeza inglesa. Acho que isso aconteceu porque foi nessa época que minha paixão por Austen e Tolkien começou a dar frutos. Então, eu xeretava sites de notícias, blogs dedicados ao assunto (principalmente aqueles sobre os príncipes William e Harry) e sempre estava no Youtube a caça de novos vídeos (principalmente sobre a Rainha Elizabeth e sobre a Princesa Diana).
Foi com uma surpresa enorme que, em 16 de novembro de 2010, eu estava acessando o British Royal Wedding (um excelente site, mas que saiu do ar nesse dia com essa notícia) e vi o anúncio de noivado do príncipe William com Kate Middleton, sua namorada de quase uma década. A partir daí, uma enxurrada de artigos sobre sua vida e sobre a origem de sua família inundaram a internet. Antes apelidada pela mídia sensacionalista de Waity Katie (pois parecia que ela não trabalhava desde sua formatura, só estava à espera do pedido de casamento), logo todos começaram a ver nela um futuro ícone de moda e uma brisa de ar fresco na monarquia inglesa. Mais do que tudo, aumentaram consideravelmente as comparações entre ela e a mãe de William.
Muito do que li nesse livro já haviam falado em vários sites e as fotos mostradas (mesmo algumas de sua família) foram liberadas para a imprensa depois do noivado. Mesmo assim, o livro de Claudia Joseph é uma boa indicação porquê primeiro, a autora realmente fez uma bela pesquisa histórica, pois o livro é recheado de nomes e datas de familiares desde 1837; segundo, a narrativa é interessante e a autora explica em notas de rodapé certas siglas para quem não está acostumado, por exemplo, ao sistema de ensino inglês.
Assisti a primeira entrevista do casal após o noivado e acordei cedo no dia para ver o casamento. Também opinei sobre o vestido de noiva e acompanhei pela internet a primeira viagem internacional do casal para a América do Norte (mesmo assim, me recuso a admitir que me tornei uma Royal watcher). Então, pelo pouco que conheço sobre Catherine, Duquesa de Cambridge, considero o livro uma boa pedida para quem gosta de biografias ou simplesmente tem curiosidade em saber mais sobre a futura rainha da Inglaterra, mulher do (ainda idolatrado mundo afora) Príncipe William, segundo na linha de sucessão ao trono inglês e filho da Princesa do Povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário