20 de ago de 2012

Micaela & Marie (Luciane Rangel)


Título: Micaela & Marie
Autora: Luciane Rangel

Micaela se muda para a Espanha para cursar a faculdade. Recentemente, ela havia terminado um relacionamento conveniente e quis dar uma geral na própria vida. Ela conhece Marie, uma jovem estudante irlandesa obcecada com questões ambientais (o fato de sempre jogar no lixo que encontra no chão faz com que Micaela a considere uma quase psicótica pelo assunto). Marie é a primeira a reconhecer Micaela como uma guardiã e tenta se tornar amiga dela, mas Mic é muito fechada e no início não permite uma aproximação. Marie não desiste, no entanto, e começa a intrigar a outra com seu jeito bem humorado e extrovertido. O fato de Marie namorar garotas a surpreende no início, mas não é algo que faz com que ela se afaste, pelo contrário. À medida que elas conhecem melhor, Mic também percebe que Marie é uma mulher linda, mas só após ela declarar o que sente é que Mic também percebe o verdadeiro caráter do sentimento que tem pela irlandesa. O relacionamento avança, mas o desafio está por vir, pois cada uma ainda precisa se assumir perante suas famílias. 

Após ler Guardians volume 1, eu já sabia das conseqüências dessa atitude delas. Ainda que só mencionando esse fato no primeiro livro da trilogia Guardians, Luciane mostra o que acontece quando Maire e Micaela resolvem assumir para todos que estão juntas. Mas foi só lendo este livro que percebi a amplitude desse ato, e o quanto elas sofreram (meu estômago enrolou nas cenas em que elas se abrem para suas famílias e não pude deixar de morrer de pena de Micaela). Considerando o mundo em que vivemos, quando muitos homossexuais sofrem preconceito, o livro consegue demonstrar o que acontece quando as famílias não aceitam a orientação sexual de seus jovens. Não sei se eu estou simplesmente querendo ver o que não existe, mas talvez a história contenha uma mensagem subliminar de “não ao preconceito”. E novamente, parabéns a Luciane Rangel, uma escritora jovem de livros para jovens, por conseguir abordar um tema polêmico como esse de maneira simples e desprovida de preconceitos.

Um comentário:

  1. Passeando por seu blog, acabei lendo a resenha e fiquei interessada.
    O próximo livro que vou lançar (pretendo que seja no primeiro bimestre de 2013) relata o relacionamento homossexual, só que masculino. Sei como é difícil escrever esse tipo de assunto e fico feliz por mais uma autora encarar esse tema tão polemico (ainda hoje).
    Parabéns à autora.
    Parabéns pela resenha, Natallie.
    Beijoquinhas

    ResponderExcluir